No comments yet

ESTUDO DE CÉLULA – PRIORIZANDO TDS – PARTE3

Texto: Daniel 6

Pergunte aos participantes da célula: Aprendemos semana passada que desfrutamos de vários benefícios quando priorizamos nosso TSD, você consegue identificar alguns benefícios que Daniel recebeu em sua vida, por ser um homem de relacionamento íntimo com Deus? Separar um tempo de qualidade, todos os dias, para estar a sós com Deus, buscando Sua face, meditando em Sua Palavra, faz toda a diferença em nossa vida. Somente gerando esse relacionamento constante com Deus conheceremos e viveremos os Seus planos e propósitos nesta terra. Deus tem um bom plano para cada um de nós, e quer revelar aos nossos corações à medida que O buscamos.  Muitas pessoas recebem muito de Deus, são honradas pelo Senhor e realizam grandes coisas para glorificá-Lo, mas isso não é fruto do acaso, não é pura sorte, mas é fruto de relacionamento íntimo com o Pai, fruto de uma vida consagrada ao Senhor.  Estamos na terceira semana estudando sobre a importância de priorizarmos nosso TSD, e hoje vamos estudar sobre um personagem bíblico que passou por muitos desafios, mas foi muito honrado por Deus, porque mantinha um relacionamento profundo e constante com o Senhor. Existem muitos ensinamentos tremendos a serem extraídos com a história de Daniel, mas hoje queremos enfatizar como a vida de oração de Daniel foi determinante para levá-lo a obter tremendas conquistas espirituais e terrenas.
Daniel recebeu porção abundante da inteligência e sabedoria divina (Dn 1:8,17,20;6:3)Daniel foi levado cativo para a Babilônia juntamente com outros jovens judeus. Ele estava em uma terra estranha, com costumes pagãos, mas ele conhecia o Deus de Israel, e continuou a serví-Lo de todo coração, mesmo estando longe de sua família, de sua pátria, de seu povo. Daniel servia no palácio do rei, e isso concedia a ele certos privilégios, porém, decidiu firmemente em seu coração que não iria se contaminar com os manjares e vinhos do rei. Decerto, tal posicionamento de Daniel já era proveniente de uma direção do Senhor em sua vida, pois ele era um homem de oração.  Daniel renunciou os manjares reais, não porque não gostasse dessas coisas, (quem não gosta das coisas boas da vida?) mas porque desejava conhecer os mistérios do Senhor, queria que o propósito divino se cumprisse na sua vida, e o Senhor concedeu a ele, inteligência e sabedoria inigualáveis, além de entendimento em sonhos e visões a fim de ser instrumento de Deus na sua geração. Tais habilidades diferenciadas o levaram a uma posição de destaque na Babilônia, a fim de que os planos de Deus se cumprissem através de sua vida. Você deseja receber mais da inteligência e sabedoria divina para marcar sua geração? Você está disposto a pagar o preço de santidade e consagração para viver o propósito divino para sua vida? Daniel teve coragem para fazer o que era certo ( Dn 6:10)Pergunte aos participantes da célula: Em sua opinião, o que deu a Daniel força e coragem para permanecer fazendo o que era certo, mesmo sabendo do risco que corria?Quando temos uma vida de intimidade com Deus, não negociamos princípios, mesmo que isso nos custe caro. Ao saber do Edito do Rei, de que durante 30 dias, qualquer homem que fizesse petição a um deus ou a qualquer homem, que não fosse ao rei Dário, seria lançado na cova dos leões, Daniel não se desesperou, antes, foi para seu lugar de oração, se pôs de joelhos, e fez aquilo que já era acostumado fazer. Daniel continuou fazendo suas orações, mesmo sabendo do risco que corria. Algumas pessoas, no seu lugar, teriam tentado barganhar com Deus, afinal o edito era de 30 dias, e esse tempo ia passar, e depois poderia voltar a sua prática diária de oração. Mas a vida de intimidade de Daniel o levou a obter um coração fiel, que não permitiria negociar esse princípio. Daniel valorizava a sua comunhão com Deus mais do que a sua própria vida. Uma vida de intimidade com Deus gera em nós coragem para enfrentar as questões mais difíceis em nossa vida, e permanecer fazendo o que é correto, mesmo que isso nos custe caro. Daniel não era um super-homem para não ter medo da cova dos leões, mas sua devoção a Deus era mais forte do que qualquer medo que pudesse sentir, por isso este não o paralisou. Os desafios, as lutas, não podem paralisar nossa vida espiritual, antes devem nos impulsionar para buscarmos o Senhor com ainda mais intensidade, pois se permanecermos fiéis viveremos as maiores experiências de nossa vida.
Daniel provou do livramento extraordinário e fez o nome do Senhor exaltado entre os povos (Dn 6:20-28)Que livramento extraordinário!!! Que experiência sobrenatural! Deus não livrou Daniel da cova dos leões, mas o livrou dentro da cova dos leões. Deus enviou o Seu anjo e fechou a boca dos leões para que não o ferissem, porque havia inocência em Daniel. O Rei ficou tão maravilhado que proclamou um decreto para que em todos os domínios de seu império as pessoas temessem e reverenciassem o Deus de Daniel. Não devemos ficar paralisados em nossa vida espiritual ao passarmos por momentos de provações, mas devemos permanecer firmados quando estas surgirem, pois elas anunciam uma promoção de Deus em nossa vida. Depois de todo esse acontecimento a Palavra diz que Daniel prosperou grandemente durante o reinado de Dario e mais tarde, no de Ciro, o Persa. Coisas extraordinárias podem acontecer na nossa vida e através da nossa vida quando decidimos fazer do nosso relacionamento com Deus uma prioridade absoluta.  Claro, que para cada um de nós Deus tem um projeto específico nesta terra, o qual conheceremos e viveremos na medida que nos relacionarmos intimamente com Ele. Reflita: Você tem dado prioridade absoluta ao seu relacionamento com Deus? Os desafios da caminhada, tem te paralisado ou te impulsionado a buscar ainda mais o Senhor?No amor de Cristo, Sua Pastora, Fabiane Bastos
APELO – Se houver visitantes, convide-os a entregarem sua vida a Jesus. Rm 10:9-10 – Marque data da primeira visita e comece o Discipulado Inicial.
6. CADEIRA DO MILAGRE – Se alguém está enfermo vamos orar com fé por ele ou representar alguém que está. Ore com fé e o milagre acontecerá. 7. MOMENTO DA OFERTA:8.  A V I S O S – (Passar com vida e muita empolgação)SÁBADO: REDE JOVEM ÀS 19:00 hs.DOMINGO: ESCOLA DE LÍDERES NO COLÉGIO SERAFIM ÀS 8:30 HS DOMINGO: CELEBRAÇÃO AO SENHOR ÀS 18:00 HS
PALAVRA DE OFERTA
Efésios 3:20-  Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.  Deus tem o poder para nos abençoar além da nossa própria imaginação, além do que pedimos em oração, porque Ele é um Deus poderoso. Tudo que precisamos é andar alinhados com os Seus princípios, com a Sua vontade, pois no momento exato a benção se materializará sobre as nossas vidas. Para cada área de nossa vida Deus através de Sua Palavra nos ensina o princípio a ser aplicado. Se quisermos ser bem aventurados em nossa vida financeira precisamos ser fiéis nos dízimos e ofertas. ( Ml 3:8-10) Precisamos ter um coração reto e integro para devolver aquilo que é de Deus.  A décima parte de todos os nossos ganhos não nos pertencem, pertencem ao Senhor e precisam ser entregues no altar da igreja que congregamos. Esse é o princípio! Entregar dízimo parcialmente não é ser fiel, na verdade, é praticar algo bem parecido com o que fez Ananias e Safira, que omitiram aos apóstolos quais eram seus verdadeiros ganhos e imediatamente morreram, porque na verdade a Deus ninguém engana. (At 5:1-5) Portanto querido, não negocie princípios, não permita que o inimigo entre em sua mente roubando a Palavra de seu coração. Guarde seu coração em integridade, e decida ser conhecido por Deus como um servo bom e fiel!

Post a comment